15 Dicas de uma brasileira dirigindo na neve pela primeira vez

Olá viajantes, tudo bem?

Acabo de chegar de uma viagem de carro pelo norte da Itália, região das Dolomitas. Em 4 dias rodamos uns 600km mais os deslocamentos dentro da cidade, subindo e descendo montanhas cobertas de neve várias vezes ao dia.

Dirigindo na neve pela primeira vez
Tudo coberto de neve

Foi minha primeira experiência em dirigir na neve, fiquei meio nervosa, com medo em alguns momentos, mas deu tudo certo! Final feliz, e cá estou eu deixando 15 dicas tops para vocês se sentirem seguros e saírem dirigindo sem stress nas estradas branquinhas desse mundo a fora.

 

Dirigindo na neve pela primeira vez

Nota: o cenário aqui foi uma viagem de férias, dirigindo nas montanhas. Se você for dirigir dentro da cidade ou morar numa cidade “nevada”, pode ser que esse post seja não se aplique a você.

Dirigindo na neve pela primeira vez
As Dolomitas ao fundo, perfeitas né?!

 

Dicas:

  1. CARRO BOM – Alugue um bom carro! Eu falhei miseravelmente nessa dica. Como fiz uma locação “longa” de 21 dias, seria caro demais pegar um carro completão, peguei o mais barato. O baratex mesmo. Fui de Fiat Panda para os Alpes Italianos. Sofri bastante! O carro não oferece nenhum item de segurança, como controle de estabilidade ou controle de tração. Quem dera ainda fosse 4×4. Então deixo aqui uma grande dica, não economize em sua segurança. Escolha um bom carro, adequado para toda a neve que você encontrará pela frente.
  2. DURAÇÃO DO DIA – Lembre-se que no inverno os dias são muito mais curtos. Dê preferência para dirigir durante o dia, finalizar seu passeio até as 16h00 seria o ideal. Deixe o restante “do dia” para voltar para casa, se esquentar de novo e sair para jantar ali por perto para evitar “grandes dirigidas” na neve.
  3. PNEUS DE NEVE – Embora não seja obrigatório, faça o possível para conseguir carro com pneus de neve. Algumas locadoras oferecem esse ítem como adicional, vale a pena investir em segurança. Eu não tive e senti muita falta.
  4. CORRENTES DE NEVE – Aqui sim, item obrigatório de “ter a bordo”. Você pode ser multado caso seja parado em uma fiscalização e não tenha as correntes dentro do carro. Aqui no norte da Itália, você é obrigado a andar com elas a bordo de 15/11 a 15/04. Nós não chegamos a rodar com as correntes nos pneus, mas as tínhamos, caso precisássemos. Não pagamos nada a mais por elas, já estava incluso no valor da locação.
  5. SAIBA COLOCAR AS CORRENTES DE NEVE – Não adianta nadica de nada ter as correntes, andar com elas no carro e não saber usá-las. E tenha em mente que não é simples. Dá trabalho para colocar, sob forte nevasca e frio intenso, tudo fica ainda mais difícil. O pulo do gato aqui é: assista vídeos de no youtube e de preferência, treine antes. A gente fez isso e saímos de casa bem confiantes que se precisássemos usar as correntes, estaríamos preparados. Sugestão de vídeo:  https://www.youtube.com/watch?v=i2pgO1QRcf0
  6. O CLIMA MUDA RÁPIDO –  Fique de olho no clima! Pode parecer bobagem, mas o clima nas montanhas muda muito rapidamente. Às vezes promete sol o dia todo e algumas horas depois vem uma nevasca forte, tornando as estradas muito mais perigosas. E outra, uns poucos kms de distância pode significar um clima totalmente diferente. Aconteceu comigo, dirigi por 10km e mudou 10 graus (pra menos) rapidamente, nevando muito! Confira o clima da cidade de origem e de destino. Fique de olho nele várias vezes ao dia e mude os planos se achar que vai nevar muito. Não vale a pena se arriscar sob fortes tempestades de neve.
  7. VIAJE COM TANQUE CHEIO – Nunca rode com tanque quase vazio. Isso vale para qualquer grande viagem, mas nas montanhas e com chances de nevascas você pode precisar mudar a rota, ficar parado por horas e com o carro ligado para se aquecer. Ou seja, tenha combustível sempre “no talo” e preferencialmente adequado para o inverno intenso, aquele que não “congela” dentro do tanque. Nos postos de combustível você verá a tal “gasolina de inverno”.
  8. LEVE COBERTOR / COMIDA / ÁGUA – Eu sei que você pode pensar nossa, eu vou dirigir na neve e não acampar nela, mas veja bem, tudo aqui é prevenção e estamos falando dos “e se”. Nesse caso, e se acontecer a maior nevasca da história e você precisar sair na neve para colocar as correntes nos pneus e depois ficar por algumas horas parado na estrada sem condições de seguir viagem? Melhor ter um lanchinho e água para tomar. Uma coisa é certa, a água vai estar estupidamente gelada! A nossa congelou dentro do carro! Haha…
  9. GPS – Essa dica é mais clichê que tudo né?! Mas acontece que o sinal da 4G cai e às vezes cai toda a rede. Você fica sem sinal de internet e celular, no meio das montanhas, com muita neve caindo. Então antes de sair, trace toda sua rota, estude-a criteriosamente e de preferência salve-a off line para você não ficar na mão caso caia a 4G. Eu uso o Waze e gosto bem mais que o Google Maps.
  10. NÃO DIRIJA SE A PREVISÃO PROMETER MAIS NEVE – Já disse isso acima, mas reforço aqui. Se você sair para um novo passeio, começar a nevar, a coisa for piorando, o acúmulo no chão for aumentando rapidamente, vidros embaçando, tudo branco demais, escorregadio demais, você não está seguro… é hora de mudar os planos. Aconteceu comigo e a boa sensação de ter feito o certo é maior que a frustração por “perder” o passeio do dia. Tenha uma plano B, pois isso pode acontecer.
  11. CARRO MANUAL, DIRIJA COM MARCHAS MAIS FORTES – Como é comum na Europa, eu aluguei um carro manual. Se for o seu caso e você também esteja dirigindo carro manual, use sempre marchas fortes. Nada de terceiras e quartas, estou falando de primeiras e segundas. É praticamente certeza que vão ser grandes subidas/descidas, muitas curvas e muita neve. Vai estar tudo branquinho, congelado e você precisa ter o carro “sob-controle”, ou seja, use marchas fortes e “amarre” o carro.
  12. TESTE COMO É A DERRAPADA NA NEVE ANTES DELA ACONTECER DE VERDADE – Dirigir no gelo derrapa. A neve acumulada faz tudo ser pior, então a dica aqui é: teste antes. Em uma ocasião que não tenha nem carros e nem pessoas por perto, não seja íngreme e nem curvas, faça o teste. De verdade, “jogue” o carro para um lado, para outro, freie bruscamente e “sinta” o carro. Veja o quão ruim pode ser, veja qual a sua reação ao sentir o carro escorregando para lá e pra cá. Uma coisa é certa, isso acontece de verdade e é melhor você estar preparado.
  13. CUIDADO COM GELO NÃO APARENTE – Quando tem o sol é comum a neve se derreter rapidamente no asfalto, mas tenha cuidado com a parte que fica na sombra. O chão pode parecer mais escuro por falta de sol, mas na verdade ele poderá estar escuro porque tem gelo ali. Uma camada finíssima e super escorregadia que tira toda a aderência dos pneus. É hora de marcha forte e velocidade baixa.
  14. NÃO TENHA PRESSA – Esqueça a hora para chegar. A questão aqui é dirigir em segurança. Se isso quer dizer dirigir a 20km/hora como foi meu caso esses dias (e em muitas ocasiões!), não tem problema! Você está passeando, tudo ali é novidade, tudo faz parte do passeio. O caminho é tão lindo que ir devagar te possibilita ir vendo tudo e ir se maravilhando com os presentes que a natureza te oferece.
  15. NO MAIS – Tenha uma ótima playlist salva em seu celular, faça lindos vídeos e tenha uma excelente viagem! Aposto que serão fotos, memórias e histórias inesquecíveis para contar.

Dirigindo na neve pela primeira vez

Depois, volte aqui e me diga se esse post te ajudou. Foram horas dirigindo na neve e pensando em cada um desses pontos para dividir com vocês.

Ah, antes de sair para a viagem, passamos na Decatlon e recarregamos as malas com as roupas próprias para neve. Veja aqui.

Nossa viagem pelas Dolomitas foi muito feliz, segura e cheia de aprendizados. Obrigada por sua visita.

Beijos e até a próxima!

 

9 Replies to “15 Dicas de uma brasileira dirigindo na neve pela primeira vez”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *